Inbound Marketing e Funil de Conversão: conhecendo as etapas para o sucesso

Mais conhecido como o marketing da atração, o Inbound Marketing permite atrair, converter e fidelizar clientes de forma natural. Entenda:

Se em pleno século XXI você ainda corre atrás dos seus clientes, está na hora de repensar as suas estratégias e dar atenção ao Inbound Marketing. Conhecido como marketing da atração, ele permite que a sua empresa seja encontrada pelo cliente quando este estiver procurando soluções para um determinado problema.

Tenha em mente que a transformação digital mudou completamente o comportamento do consumidor. Se antes as empresas conquistavam um cliente com ligações, propagandas e envio de folders, entenda que hoje em dia ninguém quer mais ser incomodado com esses recursos.

Hoje em dia, é o consumidor que vai atrás de uma empresa, de seus produtos ou serviços e não o contrário. Para isso, ele se utiliza de uma poderosa ferramenta: a internet. Entenda mais sobre o assunto no artigo a seguir.

Inbound Marketing: o que é?

Para quem não sabe, o Inbound Marketing é um conjunto de estratégias de marketing digital que tem como principal finalidade atrair, converter e fidelizar clientes. Para tal, a estratégia usa o marketing de conteúdo, técnicas de SEO e redes sociais para alcançar resultados.

Diferentemente do marketing tradicional (Outbound), no Inbound é o cliente que vai atrás da sua empresa. Por meio do oferecimento de conteúdos relevantes e materiais ricos que o ajudem a solucionar algum problema, você acaba se comunicando de forma mais aberta com o seu público-alvo e estabelecendo com ele um relacionamento duradouro.

A partir disso, fica muito mais fácil transformar esses consumidores em clientes e em defensores fiéis da sua marca. Por revolucionar a forma de se comunicar com o consumidor, o Inbound Marketing também é chamado de “Novo Marketing”.

Para que serve?

Conforme mencionamos anteriormente, o principal objetivo do Inbound Marketing é atrair, converter e fidelizar clientes por meio de conteúdo de qualidade. Mas o Inbound também tem outras serventias importantes para o seu negócio, como por exemplo:

  • Aumentar a visibilidade da sua empresa no mercado em que atua;
  • Gerar leads qualificados;
  • Reduzir o custo com aquisição de novos clientes (CAC);
  • Melhorar o ROI (Retorno sobre Investimento) das campanhas de marketing;
  • Aumentar o ticket médio da empresa;
  • Melhorar o engajamento dos consumidores com a sua marca;
  • Alcançar o público certo, na hora certa.

De acordo com a HubSpot, 82% dos blogs que utilizam o Inbound Marketing como estratégia possuem ROI positivo. Já segundo a DemandMetric, a estratégia custa 62% menos do que o marketing tradicional, mas gera 3 vezes mais leads para o seu negócio.

Onde aplicar o Inbound Marketing?

Para alcançar o público certo e na hora certa o Inbound Marketing utiliza algumas ferramentas, tais como:

  • Blogs;
  • Redes sociais (Facebook, Instagram, Twitter);
  • Links patrocinados;
  • Landing Pages;
  • E-mail Marketing;
  • Newsletter;
  • Webinars;
  • Vídeos.

Versátil e acessível, essa estratégia de marketing serve para qualquer tipo de negócio. Ela te permite vender mais com o menor esforço possível.

Inbound Marketing e o funil de conversão: conhecendo as etapas para o sucesso

Inbound Marketing e Funil de Conversão: conhecendo as etapas para o sucesso 1
Blog Posts, Newsletter, e-books, vídeos e links patrocinados estão entre as principais estratégias de marketing digital. Fonte: Pixabay

Para que o Inbound alcance resultados positivos, ele é dividido em 4 etapas, também conhecidas como funil de conversão ou funil de vendas. Elas permitem mapear a jornada de compra do cliente, do momento da descoberta da sua marca até a decisão de compra. Entenda a seguir.

1ª etapa: atração

A fase da atração está no topo do funil e representa a fase da descoberta. Em outras palavras, é o momento em que o internauta, na busca de uma solução para o seu problema, encontra a sua marca, produto ou serviço. Entre as estratégias de Inbound Marketing mais usadas nessa fase do funil podemos destacar:

  • Marketing de conteúdo (conteúdo relevante em blogs, redes sociais e vídeos explicativos);
  • Uso de palavras-chave (técnicas de SEO);
  • Links patrocinados;
  • Infográficos.

2ª etapa: conversão

Logo depois de ter despertado a atenção do visitante por meio de conteúdos de valor, é hora de fazer com que ele avance para a próxima etapa da jornada de compra. Localizada no meio do funil, a etapa de conversão é a fase em que o visitante reconhece o seu problema e enxerga no seu produto ou serviço uma possível solução.

Essa é a fase em que o visitante é convertido em lead, ou seja, uma pessoa que demonstra interesse em sua empresa. Por isso, ele aceita a fornecer dados de contato em troca de algo de valor. Nesse caso, as estratégias devem focar em conteúdos mais aprofundados sobre um determinado tema, produto ou serviço, como por exemplo:

  • E-books;
  • Webinars;
  • Tutoriais;
  • Landing pages.

Além das estratégias acima existem ainda os posts para blogs, criados especialmente para meio de funil. Assim como as demais estratégias, a abordagem do conteúdo deve ser menos generalista e mais focada na resolução de um problema específico.

3ª etapa: venda

Já na terceira etapa do funil de conversão do Inbound Marketing temos a decisão de compra, ou seja, a venda propriamente dita. É a fase em que você vê o resultado de todos os seus esforços para conquistar a atenção e a confiança do lead. Aliás, nessa etapa, ele deixa de ser lead e passa a ser seu cliente!

Também conhecida como etapa do fechamento, ela envolve algumas estratégias específicas para alcançar resultados:

  • E-mail marketing;
  • Newsletters;
  • Contato telefônico ou através de WhatsApp;
  • Reuniões online ou presenciais.

A definição do melhor canal de vendas pode variar de cliente para cliente. Lembre-se que nessa fase da jornada de compras o seu lead provavelmente já terá fornecido informações relevantes sobre como deseja ser contactado. Com base nisso, avalie qual estratégia de fundo de funil melhor atende ao perfil desse consumidor e boas vendas!

4ª etapa: fidelização

Ficou surpreso de saber que as estratégias de Inbound Marketing não terminam na venda? Pois saiba que mais importante que vender um produto ou serviço é manter um bom relacionamento com esse cliente. Essa é a etapa de fidelização e nela, você vai concentrar os seus esforços para fazer com que esse cliente volte a fazer negócios com a sua empresa.

Geralmente as ações dessa etapa, que também pertence ao fundo do funil, são realizadas e monitoradas pelo setor de sucesso do cliente da empresa (customer success). Entre as estratégias mais utilizadas para fidelizar clientes podemos destacar:

  • Cupons de descontos;
  • Ofertas relâmpago;
  • Programas de fidelidade;
  • Pesquisas de satisfação;
  • Brindes;
  • Descontos em serviços de empresas parceiras;
  • Programas de pontos.

Para fazer com que essas estratégias de fidelização cheguem até o seu cliente, vários canais podem ser utilizados, como e-mail, SMS e WhatsApp, por exemplo. A escolha entre uma ou outra opção vai depender de qual delas o seu cliente mais usa.

Conforme você pode perceber, o funil de conversão do Inbound Marketing permite mapear a jornada de compras do consumidor e a definir as melhores estratégias para que ele feche negócios com a sua empresa e volte a comprar dela. Caso tenha gostado deste conteúdo, compartilhe-o em suas redes sociais e não deixe de acompanhar o blog da Animame para se manter bem atualizado sobre as últimas tendências do marketing digital.

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no pinterest
Pinterest

Deixe um comentário

A Animame é uma produtora de vídeo para empresas. Desenvolvemos projetos completos em formato de vídeo animado, captação de vídeo e banco de vídeos.

Animame Serviços para Negócios Digitais Ltda | 24.437.608/0001-46